AS RARIDADES DE TEIXEIRINHA

Não adianta: quem é fã de verdade sempre quer saber e ter mais informações sobre seu ídolo. Aliás, informações geralmente não são o suficiente. Na maioria das vezes, o admirador é também um ávido colecionador, daqueles que anda sempre à procura de novidades.
Aos poucos, estes colecionadores começam a conviver entre si. Quando se encontram, a disputa é inevitável: um quer ter mais raridades do que o outro. Se o assunto é Teixeirinha então… Três dos maiores colecionadores de que se tem notícia ilustram bem o que estamos falando. O amigo Arnaldo Guerreiro, por exemplo, é dono de uma das maiores coleções sobre Teixeirinha em todo o planeta – mesmo morando do outro lado do Atlântico, em Portugal. Aqui no Estado gaúcho, temos outros dois grandes acervos: o do professor e também amigo Claudiomar de Oliveira (em Canguçu) e o do passo-fundense João do Prado. Juntos, estas três figuras ilustres do “mundo Teixeirinha” formam uma coleção que inclui quase toda a obra do “Rei do Disco”.

Em Canguçu, Claudiomar de Oliveira mantém um dos maiores acervos sobre Teixeirinha

Mas, não devemos nos iludir: estes casos são uma exceção. A maioria dos fãs possuem pequenas coleções de LP’s ou CD’s. Em alguns poucos casos, encontramos um ou outro que guarda – muitas vezes no fundo de um baú ou debaixo do colchão – alguma peça menos conhecida. Contudo, todos – donos de pequenas ou grandes coleções – são unânimes: todo mundo sonha em ter certas raridades. Quem não imaginou ter, por exemplo, um chapéu ou violão utilizado por Teixeirinha? E um autógrafo então?
Pensando nestes ítens raros e cobiçados, vou apresentar hoje alguns dos mais difíceis de serem encontrados nas coleções sobre Teixeirinha. São peças geralmente esgotadas, das quais sobraram poucos exemplares. Verdadeiras raridades que enchem de orgulho os poucos sortudos que – de uma forma ou outra – tem o prazer de as possuírem.
“Coração de Luto em Quadrinhos”

Começamos com um item cobiçadíssimo e raro: a revista em quadrinhos feita com base na música “Coração de Luto”! Editada em 1974, pela Person Publicidade, a publicação teve tiragem de 20.000 exemplares e foi vendida no Brasil e em Portugal. Poucos números sobreviveram até os dias de hoje. Pesquisando entre meus “informantes”, pude apurar que apenas os grandes fãs possuem este item. Isso porque, “Coração de Luto em quadrinhos” não é mais encontrada à venda (mesmo em sites de relíquias) e quem tem não se desfaz.

“Teixeirinha interpreta músicas de amigos”

Também conhecido como “Teixeirinha interpreta”. Trata-se de um LP especial de 1963 onde – pela primeira vez em sua carreira – Teixeirinha dedicou-se a cantar apenas músicas de outros compositores. Algumas destas canções já foram digitalizadas (“Cobra sucuri”, de Gildo de Freitas e “Quando sopra o minuano”, de Elyo Theodoro). Porém, a maioria delas é desconhecida pelo grande público e, mesmo entre os grandes colecionadores, este é um LP raro. Quem encontrá-lo à venda em sebos ou casas especializadas deve ser esperto e comprar esta relíquia. Mais uma curiosidade: este é o único disco em que Teixeirinha não aparece na capa. Em seu lugar está uma fotografia da estátua do Laçador de Porto Alegre.

“Coração de Luto” – 78RPM

Muita gente pode ter a música “Coração de Luto”, mas o disco original lançado em julho de 1960 é raríssimo. LP’s e compactos são encontrados com facilidade. Contudo, o 78RPM contendo as músicas “Gaúcho de Passo Fundo” e “Coração de Luto” tem sido objeto de disputa entre os colecionadores. Isso porque, apesar de não ser o primeiro disco do cantor, este vinil foi o responsável por sua projeção nacional. Reedições do 78RPM podem ser encontradas em sites especializados. O preço é que não agrada muito…

“Novo som de Teixeirinha”

É um LP relativamente jovem (foi lançado em 1977), mas praticamente impossível de ser encontrado. Não consta à venda em nenhum site e a maior parte de suas canções não foi remasterizada. Contudo, é um disco cobiçado e interessante. Nele, Teixeirinha canta alguns de seus maiores sucessos, só que com arranjos completamente renovados. É outro item de que nem todos os colecionadores dispõem.


“Modinhas Sertanejas – Teixeirinha”

Sabe-se que pelo menos seis números da Revista Modinhas Sertanejasa – Teixeirinha foram lançados. A maioria deles chegou ao público no início dos anos 1960. São pequenas publicações que lembram o cordel. Nelas, publicaram-se composições que já eram sucesso na voz de Teixeirinha, mas também letras que jamais foram gravadas (pelo menos até onde se tem notícia). Estas composições “inéditas” são os maiores motivos de supervalorização desta revista. Poucos colecionadores a possuem. Além disso, encontra-las às venda é praticamente impossível.

“Compadre Gildo / Vamos dançar a vaneira”

Um dos últimos compactos lançados por Teixeirinha. Segundo dados colhidos na Fundação Teixeirinha, ele teria sido produzido pela Warner Music do Brasil em 1984, sendo registrado com o número 211.101.008. Merece destaque a canção principal, feita por Teixeirinha em homenagem ao amigo Gildo de Freitas que acabara de falecer. É um disco sumido, do qual ninguém dispõe de muitas informações. Apesar disso, suas músicas se difundiram até nossos dias, estando no formato digital, graças ao câmbio negro e à pirataria.

Autógrafo de Teixeirinha

Esse é talvez o mais cobiçado e, ao mesmo tempo, o mais difícil item de Teixeirinha. Seu autógrafo, com direito à dedicatória, é um item que a imensa maioria de seus fãs não possui e nem irá possuir. Poucos, muito poucos, tem a assinatura do cantor com a dedicatória. Alguns, a possuem, mas destinada a outros (o que já é de grande valor). No geral, é um item quase impossível de ser encontrado.

Vejam, portanto, que existem itens cobiçados e pouco conhecidos. Quem os tem não vende, não troca e não dá. Quem não tem, sonha em consegui-los…

5 respostas para AS RARIDADES DE TEIXEIRINHA

  1. Rozélia Baptista disse:

    TENHO MUITOS LPS DELE! BEIJOS!

  2. Alécio disse:

    Eu tenho coração de luto em quadrinhos e tbm as 24 composições de teixeirinha, lançado em dezembro de 1979.Abraço.

  3. leocir disse:

    Parabens pela materia!
    No caso do 78 rpm. A capa do disco e esta da materia.ou aqueles envelope normal dos 78 rpm?
    Tenho dezenas de itens.todos os discos.
    78 . Vinil e compactos
    Lancamentos nacionais. E internacionais.
    Alguns repetidos para troca
    Mas somente para cilecionador!
    Leocir.

  4. Jéssica disse:

    Tenho uma foto autografada e com dedicatória dele com antoninho mas quero vender, como posso entrar em contato com colecionadores?

  5. Luiz Gonzalez disse:

    Jéssica, tenho interesse na foto do Teixeirinha. se alguém mais tiver itens raros, me escreva. luizgonzalez@netpar.com.br

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: