O precioso

101_1870

Quando a gente imagina que já viu quase tudo em se tratando dos discos de Teixeirinha, aparecem surpresas. Domingo passado eu estava navegando pela Internet quando me deparei com o site Ventania, uma loja virtual especializada na venda de discos usados. Só por curiosidade digitei a palavra “TEIXEIRINHA” no campo de busca da página. Apareceram 10 ou 15 resultados, a princípio discos facilmente encontráveis tanto nos sebos reais quanto nos virtuais.

Só que de repente um dos registros me chamou atenção. O título do disco: “Teixeirinha põe o seu estoque de pilhas em alta rotação!”. Fiquei surpreso, pois jamais havia visto/ouvido algo sobre ele. Abri o campo de detalhes e, em 5 minutos finalizei a compra, crente de que havia adquirido o mais raro ítem da minha (ainda pequena) coleção.

A capa da jóia rara é esta aí da imagem acima. Trata-se de um disco compacto simples, contendo duas canções – uma de cada lado – compostas por Teixeirinha como parte de seu acordo comercial com a Julio Ribeiro Publicidade (de Porto Alegre) e as Pilhas Eveready (a famosa “Pilha do Gato”). Não traz data, mas pelos meus cálculos foi gravado entre 1970 e 1971, quando Teixeirinha era garoto-propaganda das tais pilhas (junto com Luiz Gonzaga). Muito provavelmente foi gravado e prensado em Porto Alegre mesmo, embora eu não tenha maiores indícios disso.

De toda a maneira, é certamente um disco muito especial e raro (opinião avalizada pelo grande colecionador d’além-mar Arnaldo Guerreiro). Foi gravado pela Scatena Studios de Som Ltda. Que gravadora é esta e onde funcionava, é um mistério a ser desvendado. O que está muito claro é o caráter promocional do compacto: no lado A, ele traz A pilha e o gato (uma adaptação de Gaúcho de Passo Fundo, composta pelo próprio Teixeirinha, justificando o uso das pilhas Eveready em aparelhos eletrônicos); já no lado B, Teixeira e Mary Terezinha cantam A pilha e o motorista (adaptação de Motorista do progresso, com mais ênfase na utilidade das “Pilhas do Gato”).

O compacto, de código N.A.C. 1313, possivelmente não foi revendido à época de seu lançamento. É provável, aliás, que sua difusão (limitada, imagino eu) tenha se dado apenas através de alguma promoção envolvendo as pilhas. Digo isso, pois na contracapa do disco encontra-se a impressão: “Cortesia da EVEREADY – UNION CARBIDE DO BRASIL S/A”. Por esta razão,este disco não é conhecido e não faz parte (ao menos até agora) da discografia oficial do cantor. Tudo isso o transforma em uma peça ainda mais interessante!

Enfim, sem sombras de dúvida o compacto “Teixeirinha põe o seu estoque de pilhas em alta rotação!” se trata da peça mais rara que já passou pelas minhas mãos. Em breve postarei aqui mais fotos dele e, assim que possível, vou upar um vídeo no YouTube mostrando esta beleza em ação. Assim vocês poderão ouvir um pouco das músicas engraçadas e sensacionais gravadas neste pequeno e impressionante disco.

Uma resposta para O precioso

  1. igor felipe nessa disse:

    vendo esse texto fiquei surpreso pois alem dessas duas musicas que sitaram eu tive aseço a mais uma uma adaptação da musica (tropero velho)sobre esse mesmo tema mais informaçoes me procurem no meu e-mail

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: